Mais um passo rumo ao Boeing 777-300ERSF, o maior bimotor cargueiro do mundo

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Chegou hoje (4) a Tel Aviv, Israel, o primeiro Boeing 777-300ER da GE Capital Aviation Services (GECAS) para ser convertido em cargueiro pela Israel Aerospace Industries (IAI), uma versão batizada de 777-300ERSF – Extended Range Special Freighter.

IAI GECAS 777-300ERSF the BIG Twin
Perspectiva artística do Boeing 777-300ERSF – Imagem: GECAS

A aeronave da GECAS tem número de série 32789 (ex-Emirates) e foi trasladada de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para a cidade israelense, onde passará pelo extenso processo de conversão da atual versão de transporte de passageiros para a versão cargueira, reportou a GE à imprensa.

A conversão resultará, segundo seus idealizadores, no maior bimotor cargueiro de todos os tempos.

O programa The Big Twin

A conversão é a primeira dentro do programa anunciado em outubro de 2019 pela GECAS e pela IAI, batizado “The Big Twin” (“O Grande Bimotor”, denotando seu status de maior bimotor cargueiro de todos os tempos).

A conversão incluirá a instalação da porta de carga na fuselagem, revestimento interior do tipo cargueiro, obturação de janelas, cabine de voo modificada, fuselagem reforçada, instalação de barreira de carga resistente a 9g e outras alterações.

Como cliente de lançamento e parceira do programa, a GECAS se comprometeu com quinze pedidos firmes e possui quinze opções adicionais para o tipo.

“A chegada do protótipo da aeronave a Tel Aviv é um marco emocionante para o programa de cargueiros Big Twin”, explica Richard Greener, vice-presidente sênior e gerente da GECAS Cargo. “Esta aeronave pretende atender aos requisitos da indústria de carga aérea pelos próximos 20 anos.”

Eficiência e capacidade de carga

De acordo com a página da fabricante, a entrada em serviço do 777-300ERSF deve ocorrer em 2022. A GE ainda destaca a eficiência econômica da configuração cargueira no bimotor, que possibilita o consumo de 21% a menos de combustível por tonelada do que os cargueiros quadrimotores 747-400. O “The Big Twin” é equipado com dois motores GE90.

O novo cargueiro possuirá capacidade de carga 25% superior à do 777-200LRF, mas mantendo 90% em comum com seu irmão menor em termos de operabilidade.

O tipo terá flexibilidade para ser mais rentável do que seus concorrentes em alta ou baixa utilização, com um raio de alcance que o torna capaz de substituir perfeitamente os cargueiros B747-400 e MD11 mais antigos.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Veja outras histórias

Aeroporto Brasília Vista Aérea

Inframerica ressalta a estreia dos voos da LATAM e da SKY...

0
A partir de junho de 2024, o Distrito Federal voltará a ter voos diretos para Santiago, no Chile, com duas companhias aéreas fazendo a rota.